Browsing articles tagged with " amor"
set 30, 2012

O grande diálogo do amor


Assim falou, um dia, o Amante à sua Amada:

“- Não quer você seguir, comigo, a mesma estrada?
“E Ela disse: “- E se for uma grande subida  para enfrentarmos, os dois, durante toda a vida?” 

“Não temas a subida” – então diz-lhe o Amante,
“pois o amor nos transporta em sua asa possante.”

Mas a Amada persiste: “E se houver muito espinho e muita pedra aguda, ao longo do caminho?”

E ele responde: “Espinho e pedra viram flor quando existe no peito um grande, imenso Amor.”
“E se a noite chegar, deixando tudo escuro”,  – diz ela – “como achar a trilha do futuro?”

“Sossegue!… A minha vida, unida sempre à tua,
será brilho de sol, será clarão de lua!”

Mas ela insiste: “E o frio?… a neve em vez de orvalho
e a gente a caminhar sem agasalho?”

“Querida, o nosso Amor” – diz ele – “é chama ardente
que sempre há de aquecer a existência da gente!”

Continue reading »

jul 30, 2012

O grande diálogo do amor

Assim falou, um dia, o Amante à sua Amada:
“Não quer você seguir, comigo, a mesma estrada?”
E Ela disse: “- E se for uma grande subida  para enfrentarmos, os dois, durante toda a vida?”
“Não temas a subida” – então diz-lhe o Amante, “pois o amor nos transporta em sua asa possante.”
Mas a Amada persiste: “E se houver muito espinho e muita pedra aguda, ao longo do caminho?”
E ele responde: “Espinho e pedra viram flor quando existe no peito um grande, imenso Amor.”
“E se a noite chegar, deixando tudo escuro”, – diz ela – “como achar a trilha do futuro?”
“Sossegue!… A minha vida, unida sempre à tua, será brilho de sol, será clarão de lua!”
Mas ela insiste: “E o frio?… a neve em vez de orvalho e a gente a caminhar sem agasalho?”
“Querida, o nosso Amor” – diz ele – “é chama ardente que sempre há de aquecer a existência da gente!”
“E se chegar um dia a fome, em mau momento e a vida nos negar o trigo do sustento?”
“Cavaremos a terra os dois juntos, então, para plantar o Amor que é trigo, fruto e pão!”
“E se formos, depois, por um grande deserto, uma região sem água alguma longe ou perto?”
Mas ele dizia: “Querida, a vida de quem ama,  é fonte de onde a água, em ondas se derrama”
“E se o Amor acabar?…” a Amada então hesita… “que nos vai suceder em tamanha desdita?”
“Querida, o Amor não morre, o Amor é puro e terno, porque o Amor é Deus e o grande Deus é eterno! Não, o Amor não acaba…” o amante respondeu…
“Se todo Amor for grande assim como este meu, ele só acabará quando o sol apagar e não houver mais água alguma em todo o mar!”
E ele estendeu a mão, assim como proposta e ela lhe deu a sua, assim como resposta…
E sorrindo, o bom Deus, que tudo estava a olhar, pôs mais chamas no sol e mais águas no mar!…

(Não sei o autor. Tem uns 10 anos ou mais que encontrei esse texto. Guardei. Hora de compartilhá-lo)

 

Fotos

  • Martin Luther King Martin Luther King
  • Mandela Mandela
  • Paulo de Tarso Paulo de Tarso
  • Kenobi Kenobi
  • Proudhon Proudhon
  • Tereza Tereza
  • Yoda Yoda

Canais

Amigos do Blog no Face

Conteúdos mais lidos

Arquivo

julho 2016
D S T Q Q S S
« dez    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Tags

Area Administrativa

Escolha o Indioma

'