“Odeio as almas estreiras, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade” (Nietzsche)

Esta entrada foi publicada em Pensamentos e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *